sábado, 30 de julho de 2011

SEIKETSU

"Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo, e fazer bem-feito.”
(Pitágoras)


Talvez você nem imagine o que o título deste post queira dizer, mas a palavra provém do conceito de “5S”, uma metodologia de gestão da qualidade importada do Japão do pós-guerra que aborda cinco palavras iniciadas pela letra S: Seiri, Seiton, Seisou, Seiketsu e Shitsuke. Traduzi-las para uma única palavra, em português, seria praticamente impossível, já que o idioma japonês se expressa através de idéias e conceitos generalizados. Várias sugestões foram feitas e hoje, várias palavras são utilizadas para representar cada S no Brasil.
O que acho mais interessante é que, em nossas terras, decidiu-se também pela inclusão da expressão “Senso de” na frente das cinco palavras escolhidas. Tudo bem que "senso" começa com S e que, por isso, independente da tradução, mantem-se a marca consagrada do nome do programa. Mas, na verdade, senso traduz muito bem a idéia de atitude e de pré-disposição que qualquer programa de qualidade se propõe. Afinal, não dá para pensar em boas práticas sem pensar também em comportamentos apropriados, em disciplina, persistência e utilização.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

FADIGA

“Uma das traumáticas mudanças pelas quais está passando este país é que a busca da eficiência a todo custo e o excesso de competição entre as empresas está moendo as pessoas. Do ponto de vista humano é cruel. Do ponto de vista econômico é contraproducente”.
(Edward Nicolae Luttwak)


NEM TODO EMPREENDEDOR NASCE SABENDO


Adoro escrever textos que gerem comentários que me inspirem a produzir novos posts para o Lounge Empreendedor. Há 2 semanas, usei o conceito de Resiliência na série “Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo” e graças ao comentário do Roberto Ambrosio, senti a necessidade de explorar também o conceito de FADIGA. Afinal, nem todo empreendedor nasce sabendo como lidar com esse momento consigo e com seus funcionários.
A palavra fadiga é usada cotidianamente para descrever uma sensação penosa causada pelo esforço ou trabalho intenso. Um tipo de cansaço que se confunde com estafa e esgotamento físico ou mental.
Você já se sentiu assim? Saiba que não está sozinho.Fadiga é onipresente na vida cotidiana e seu maior problema se relaciona ao sofrimento psíquico que pode desencadear. Enquanto as empresas exigem cada vez mais que seus colaboradores, um contingente expressivo de pessoas se queixa de dores de cabeça e musculares, cansaço persistente, dificuldades de memorização e concentração, ou ausência do (delicioso) sono reparador.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

DIA NACIONAL DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE TRABALHO


Você sabia que o Brasil foi o primeiro país a ter um serviço obrigatório de segurança e medicina do trabalho em empresas com mais de 100 funcionários? Este passo foi dado no dia 27 de julho de 1972, por iniciativa do então ministro do trabalho Júlio Barata, que publicou as portarias 3.236 e 3.237, que regulamentavam a formação técnica em Segurança e Medicina do Trabalho, atualizando o artigo 164 da CLT. Justamente por isto, a data foi escolhida para ser o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho.
Mas afinal, o que é acidente de trabalho? Sua empresa tem cuidado das questões relacionadas à prevenção?
Acidente de trabalho é aquele que acontece durante o serviço, ou no trajeto entre a residência e o local de trabalho, que provoque algum tipo de lesão corporal ou perturbação funcional ou que resulte em morte (bate na madeira três vezes), perda ou redução da capacidade para o trabalho. Acidentes de trabalho consideram também as doenças ocupacionais, sejam em caráter permanente ou temporário.
Para avaliar se sua empresa pode ser responsabilizada em casos de acidentes em seu próprio local de trabalho, você deve acompanhar alguns fatores relacionados ao seu próprio negócio, afinal o grau de responsabilidade do empregador é relativo. Afinal, se você oferece equipamentos de proteção individual (EPIs), mas seu funcionário abre mão de utilizados, você nãp pode arcar sozinho pela responsabilidade em caso de acidentes. A punição dependerá da situação e do tipo de acidente.

sábado, 23 de julho de 2011

LEALDADE

"Se você não possui o sentimento de lealdade, vá buscá-lo!
Somente os nobres o possuem"
(Mestre Yoshihide Shinzato)


"Coloque a lealdade e a confiança acima de qualquer coisa: não te alies aos moralmente inferiores", dizia Confúcio, uma das figuras históricas mais conhecidas na China como mestre, filósofo e teórico político.
Ser leal não é uma virtude fácil, nem uma questão de emoções ou sentimentos. Lealdade requer reflexão. A atividade frenética e falta de racionalidade em algumas decisões podem desviar nossa atenção de valores, interesses e vínculos intrínsecos no conviver em rede.
Times de futebol, partidos políticos, casamentos, amizades... Como têm sido frágeis as alianças que hoje unem as pessoas. Confúcio se assustaria!

quinta-feira, 21 de julho de 2011

BELEZA, UM RENTÁVEL NEGÓCIO

"A beleza é uma carta aberta de recomendação."
(Arthur Schopenhauer)


Não há dúvidas sobre o quanto é bom ter 50 anos e aparentar apenas 40. (Confesso que já me contento em aparentar uns 5 anos a menos que os meus atuais 3.5).
Mulheres possuem inúmeras armas para retardar a chegada dos indesejáveis sinais da idade e homens, a menos que desejem, já não precisam fazer valer a máxima da hereditariedade e circular em sociedade com fios de cabelos a menos.
Gorduras localizadas continuam sendo aniquiladas com a ginástica, mas também já podem ser combatidas com tratamentos estéticos cada vez mais eficientes, potencializados, é óbvio, por cosméticos avançados e igualmente funcionais, sem a necessidade do suor e do desgaste da malhação.
Eis o mercado da beleza e suas inúmeras possibilidades... Um mercado que faz girar a engrenagem da economia mundial e que tem movimentando bilhões de dólares por ano.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

A VOZ DO CONSUMIDOR

"Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser,
mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las."
Voltaire

Usar as mídias sociais como canal para soltar o verbo contra as empresas já não é mais novidade. Uma legião de consumidores já percebeu o poder da internet e provavelmente, metade de todo conteúdo produzido em canais como Twitter e Facebook são reclamações contra falhas em produtos e serviços prestados pelas mais diversas marcas. E tudo isso é feito na esperança de que elas escutem as queixas e resolvam esses "pepinos".
Pensando nisso, três amigos da cidade de Bauru, no interior de São Paulo, decidiram dar uma força a esse tipo de reclamação. Ricardo Falasca (@ricardofalasca) Maurício Fodra (@fodra) e Fernando Cordeiro (@nandocordeiro) lançaram neste ano o #FezFail, site que compila todas essas reivindicações no mesmo lugar. A página mostra as empresas que mais foram vinculadas à hashtag #fail - que significa "fracasso". Entretanto, a página que chama mesmo a atenção é de #CagadasEmTempoReal diretamente do Twitter. Além do acompanhamento da hastag, todas as semanas, o #FezFail gera um gráfico mostrando quais são as empresas mais (mal) faladas.

terça-feira, 19 de julho de 2011

PREFEITO EMPREENDEDOR


Pode parecer meio maluco, mas o título deste post está mesmo correto. Ser um prefeito empreendedor é conseguir ir além da administração dos problemas de uma cidade, mas pensar em seu futuro e promover um projeto sustentado de desenvolvimento do município, com vistas à geração de riqueza, melhoria do meio ambiente e desenvolvimento regional.
Trata-se da construção de um conjunto estratégico de ações que compõe um programa de longo prazo capaz de transformar a realidade de uma comunidade e os caminhos de uma nova geração.
Empreende quem acredita na mudança, quem quer fazer coisas novas e trazer soluções diferentes para os problemas aparentemente comuns. Ter atitudes empreendedoras na gestão pública é inovar, é ousar e ter criatividade; é ver uma pequena luz no fim do túnel e transformar um conjunto de ações em uma grandes oportunidades.
Pensando em valorizar administradores públicos com esse perfil, o SEBRAE criou o Prêmio Prefeito Empreendedor. A competição tem como meta valorizar as melhores ações em benefício das micro e pequenas empresas locais, estimulando o desenvolvimento econômico e social dos municípios.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

EMPREENDEDORES DE RUA


Um grupo de 101 feirantes, a maioria participantes da Feira Noturna de Suzano, estará comigo na noite de hoje (18/07) para a certificação no Programa Empreendendo na Rua. Fruto de uma parceira entre a prefeitura local e o Sebrae-SP no Alto Tietê, a experiência tem como objetivo promover a qualificação das feiras livres da cidade. Nosso trabalho começou com a capacitação de 80% das empreendedores das 70 barracas da feira que funciona às quartas-feiras, das 16 às 21h, e recebe em média 2 mil visitantes por semana. Isso mesmo: 2 mil pessoas preferem fazer suas compras na feira noturna e não de manhã como todo mundo imagina.
E esse não foi o único paradigma que tivemos que romper para bem atender ao setor.

domingo, 17 de julho de 2011

O DIREITO DE SABER

"Eu acredito que cada direito implica em uma responsabilidade,
cada oportunidade em uma obrigação"
John D.Rockefeller


Existem oportunidades na vida da gente que ganhamos algumas pessoas de presente. Assim foi a entrada da Jeruza na minha vida... Inicialmente, parceiras na comissão de julgamento de um prêmio de responsabilidade social regional, fui me encantando pela competência dessa advogada que conquistou uma vaga no meu seleto grupo de amigas.
Se eu publicasse aqui no Lounge Empreendedor todos os seus textos com quais me identifico, certamente passaríamos a dividir a autoria desse espaço, mas essa semana não posso me furtar a fazê-lo (Nossa!!! Tô até escrevendo bonito...eheheh... Coisas de advogada, né Jeruza?!?).
Falar sobre conhecimento e direito é fascinante... Deleitem-se.

sábado, 16 de julho de 2011

QUEM QUER DINHEIRO?

“Como camelô, eu já era um empresário. Mantinha três funcionários…”
( Silvio Santos )


Gosto da maneira como Silvio Santos leva a vida. Afinal, nesta altura do campeonato, ele poderia pendurar as chuteiras e desfrutar de todo o patrimônio que construiu em décadas de trabalho. Mas Senor Abravanel não é assim... Ele tem uma ligação especial com a corporação que edificou. Não se trata apenas de uma fonte de sustento. Na TV, ele se realiza como pessoa, como profissional e como comunicador – um dom que nos momentos mais difíceis, o ajudou a superar e a vencer.
Entre as inúmeras atividades que tem no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), Silvio Santos é âncora de um programa de auditório que leva seu nome e que permite que o público interaja diretamente com ele. Cada vez que entra no estúdio para gravar, o ex-camelô recicla sua popularidade como, aliás, poucas lideranças conseguem fazer.
Apesar de ser quem é e de ter o dinheiro que tem (bobo é quem imagina que ele esteja “falido”), este carioca mantém um perfil totalmente pop, mas longe de perfumarias.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

RESILIÊNCIA


NEM TODO EMPREENDEDOR NASCE SABENDO

Alguns sofrem grandes reveses na vida, mas levantam a cabeça e se recuperam emocional e materialmente. Outros enfrentam adversidades até menos graves e ficam presos a sentimentos de lamentação e revolta. Onde está a diferença?
A resposta está na capacidade de enfrentar adversidades com uma atitude positiva e no desenvolvimento de uma competência que é a coqueluche do momento nas organizações: a RESILIÊNCIA.
Ser resiliente é ter a capacidade concreta de retornar ao estado natural de excelência superando uma situação crítica. Segundo o dicionário Aurélio, é “a propriedade de pela qual a energia armazenada em um corpo deformado é devolvida quando cessa a tensão causadora de tal de formação elástica”.
A definição é perfeita quando pensamos em conceitos de física, mas será que é assim tão simples quando falamos em sentimentos e emoções?

terça-feira, 12 de julho de 2011

LEI DA EMPRESA INDIVIDUAL É SANCIONADA


A presidente Dilma Rousseff sancionou ontem (segunda-feira, 11 de julho) a lei que cria a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (que já recebeu o simpático "apelido" de EIRELI), iniciativa já aprovada no Congresso e que protege o patrimônio pessoal do empresário individual. O texto foi publicado hoje no Diário Oficial., veja aqui.
A nova lei permite que a empresa seja constituída por uma única pessoa, sem necessidade de sócio. O candidato de ser titular da totalidade do capital social, devidamente integralizado, que não pode ser menor do que 100 vezes o valor do salário mínimo vigente, ou seja, hoje não pode ser inferior a R$ 54,5 mil. A legislação garantirá que o patrimônio social da empresa responde pelas dívidas do negócio, ficando de fora os bens dos sócios.
A distinção dos bens é um fator super importante para a redução dos riscos de manutenção de um negócio sobre o patrimônio do empreendedor no caso de a empresa sofrer algum tipo processo, como trabalhista, por exemplo. Sem contar, que certamente trará ânimo para aqueles que tinham o desejo de empreender, mas não desejam a presença de sócios em seu negócio.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

DESEMPENHO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS


Após a primeira queda de faturamento registrada em abril de 2011, depois de 18 meses de crescimento contínuo, o desempenho das micro e pequenas empresas (MPEs) paulistas se recupera em maio de 2011, segundo dados da pesquisa Indicadores Sebrae-SP de Conjuntura.
Na comparação com maio de 2010 - que havia sido um bom mês para as micro e pequenas empresas, com um crescimento de 13,4% no faturamento sobre o mesmo período em 2009 - o desempenho de maio, em 2011, registrou crescimento real de faturamento de 6,1%.
O comércio foi o setor que teve maior aumento de faturamento (+8,7%), seguido pela indústria (+3,7%) e serviços (+2,9%). Entre os fatores que contribuíram para os resultados positivos estão a evolução favorável do emprego e renda na economia e o fato de maio de 2011 ter um dia útil a mais do que maio do ano passado.

sábado, 9 de julho de 2011

NÃO ESTAMOS EM CASA


Sejamos sinceros: quem não gosta de cantarolar de vez em quando? E assoviar aquela música que não sai da cabeça? Estão aí, atitudes que, muitas vezes, fazemos sem perceber. E como não falar sobre as canetas que têm aquele botãozinho em cima, que dá para ficar apertando e desapertando continuadamente? Seja tique nervoso, válvula de escape ou produto do nosso inconsciente, atitudes como essas devem ser deixadas em casa, todos os dias, ao irmos para o trabalho.
Ocorre que ambiente corporativo não pode ser confundido com o “lar doce lar”, onde tudo podemos sem delongas e com poucas regras. Além de demonstrar falta de educação, sibilar, cantar, ouvir música, rir e falar alto atrapalham o colega ao lado e, conseqüentemente, o rendimento da empresa.
Devemos levar em consideração, ainda, que o local onde atuamos como profissionais (é como queremos ser reconhecidos, não?) deve ser neutro ao máximo. Mesmo reunindo diversos tipos de pessoas, com as mais variadas crenças, credos, culturas, gostos, opiniões, etnias e condição social, esse ambiente não pode lembrar (nem de longe) as características da "casa da Mãe Joana". Passamos no trabalho oito horas ou mais por dia, então, a paz precisa reinar para que o ofício não se torne penoso e questionável.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

RECEITA DE SUCESSO


Recentemente, assisti uma entrevista realizada por João Dória Jr em seu programa "Show Business", junto a João Carlos Paes Mendonça, que comanda um grupo de empresas que leva o seu nome. Tudo começou há 75 anos, quando o empresário abriu no Nordeste uma pequena mercearia, fazendo valer, naquele momento, uma grande história de vida. Sete décadas depois, o Grupo JCPM congrega empreendimentos imobiliários, shoppings centers em Pernambuco, Bahia, Sergipe e São Paulo e uma grande rede de Comunicação (a maior de Pernambuco) com direito a rádios, TV, Internet e jornal impresso. Nunca é demais lembrar que tudo começou com uma pequena mercearia, em Serra do Machado, Sergipe...
A trajetória de Paes Mendonça é inspiradora e prova que ao plantarmos a semente, temos de ter em mente que ela será cultivada para ser, um dia, uma árvore frondosa e pródiga em frutos, e não apenas uma árvore. É aquela tal história do possível e do impossível. O possível está aí para todo mundo fazer. É o impossível, na realidade, que acaba fazendo a diferença, nos tornando diferentes, referências e inspirações.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

CLOUD COMPUTING


NEM TODO EMPREENDEDOR NASCE SABENDO

Segundo dados divulgados recentemente pelo Gartner, a computação em nuvem, ou cloud computing, mantém-se como prioridade entre os principais CIOs (Chief Information Officers) mundiais. E entre as pequenas e médias companhias, o cenário não é diferente.
De acordo com análise realizada pela empresa, as PMEs respondem até o momento, por 18% do total de investimento feito em Cloud Computing. "A desconfiança está reduzindo e as empresas têm buscado informação. Prova disso é que não são mais só profissionais de TI que nos procuram, mas outros que querem agregar valor a seus serviços", destaca o diretor da M3Corp, Antonio Mocelim.
Para o executivo, a expectativa é que este cenário conquiste cada vez mais adeptos. "Todos já sabem da vantagem de redução de custo, oferecida pela Computação em Nuvem. O que muitos devem enxergar também é o baixo valor em relação ao investimento e rápido retorno, fundamentais para o fluxo de caixa de qualquer empresa". Os negócios de pequeno e médio porte podem reduzir drasticamente os custos de TI ao investir na computação em nuvem. "Pequenas e médias investem em média 30% de seu orçamento para este serviço. Antes do Cloud Computing, era necessário um investimento de pelo menos 60%, além de perderem a flexibilidade", compara Mocelim.

terça-feira, 5 de julho de 2011

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL


A 3ª Semana do Empreendedor Individual (EI) trouxe resultados importantes para estimular e ampliar a formalização de quem trabalha por conta própria na capital paulista e também na região do Alto Tietê facilitando a vida de empreendedores envolvidos em mais de 400 atividades que podem ser regularizadas, desde que o faturamento não ultrapasse R$ 3 mil/mensais. Toda a nossa equipe trabalhou bastante e pudemos, juntos, verificar a satisfação de vários candidatos a empreendedor. (Super obrigada a toda a minha turma que não mediu esforços, suou a camisa e trabalhou de manhã, de tarde e de noite... Ufa!!!)
Nas ações promovidas pela nossa equipe, em sintonia com outras atividades realizadas em todo o País, foram atendidos 490 candidatos a EI, sendo 340 atendimentos em Mogi da Cruzes, entre palestras e orientações individuais; e em Itaquaquecetuba mais 150 atendimentos, com 42 formalizações no local. Sim! As pessoas já podiam realizar a sua formalização em uma sala criada especialmente pela Prefeitura de Itaquaquecetuba para o tratamento diferenciado a essa categoria empresarial.

UMA BOA CHANCE PARA AGRICULTURA FAMILIAR


Associações e cooperativas da agricultura familiar de todo País já podem procurar uma Superintendência Regional da Companhia Nacional de Abastecimento (Sureg/Conab) de seu estado para entregar proposta de participação no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) colocou à disposição das organizações da agricultura familiar, em 2011, mais de R$ 34 milhões. A liberação do recurso foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) da última terça-feira (28).
Este recurso permite que várias organizações adquiram a produção dos agricultores familiares, o que certamente contribui para a ampliação de mercado e aumento da renda. O objetivo é que as cooperativas e associações formem seus próprios estoques para comercialização em condições mais favoráveis, seja pelo beneficiamento e agregação de valor ao produto, ou por sua oferta em momentos mais oportunos, em que o preço de mercado esteja mais atrativo para a cooperativa/associação.

sábado, 2 de julho de 2011

CISNE NEGRO


Ao dar vida à bailarina Nina Sayer, em "Cisne Negro", a atriz Natalie Portman convenceu o telespectador o quanto atormentada pode se tornar a nossa mente ao ser desafiada de forma arbitrária, principalmente quando nos vemos sem referências. Apesar de ter como cenário o mundo mágico do balé (que sempre me fascina e encanta em função da minha história com a dança), o longa tem como bojo a rivalidade que nasce entre as pessoas que têm em comum talento e capacidade técnica, mas, também, o desejo de ocuparem o mesmo lugar e de conquistarem o mesmo nível de reconhecimento.
Para chegar ao status de grande estrela do espetáculo O Lago dos Cines, Nina é instigada por seu professor, o questionável e onírico Thomas Leroy (Vicent Cassel), a abandonar a doçura das saias de tule para experimentar a competitividade, a audácia e a luxúria. Afinal, não bastava interpretar bem o cisne branco, com seus metódicos trejeitos virginais, imaculados e encantadores Para ser o cisne negro era preciso sentir mais que amor à dança. Era necessário ter ódio e preconceito, entregar-se ao prazer sem limites e passar por cima daquelas com quem, até então, dividia o palco e as palmas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor