quinta-feira, 7 de julho de 2011

CLOUD COMPUTING


NEM TODO EMPREENDEDOR NASCE SABENDO

Segundo dados divulgados recentemente pelo Gartner, a computação em nuvem, ou cloud computing, mantém-se como prioridade entre os principais CIOs (Chief Information Officers) mundiais. E entre as pequenas e médias companhias, o cenário não é diferente.
De acordo com análise realizada pela empresa, as PMEs respondem até o momento, por 18% do total de investimento feito em Cloud Computing. "A desconfiança está reduzindo e as empresas têm buscado informação. Prova disso é que não são mais só profissionais de TI que nos procuram, mas outros que querem agregar valor a seus serviços", destaca o diretor da M3Corp, Antonio Mocelim.
Para o executivo, a expectativa é que este cenário conquiste cada vez mais adeptos. "Todos já sabem da vantagem de redução de custo, oferecida pela Computação em Nuvem. O que muitos devem enxergar também é o baixo valor em relação ao investimento e rápido retorno, fundamentais para o fluxo de caixa de qualquer empresa". Os negócios de pequeno e médio porte podem reduzir drasticamente os custos de TI ao investir na computação em nuvem. "Pequenas e médias investem em média 30% de seu orçamento para este serviço. Antes do Cloud Computing, era necessário um investimento de pelo menos 60%, além de perderem a flexibilidade", compara Mocelim.
Para quem não sabe do que estamos falando, o conceito de computação em nuvem (em inglês, cloud computing) refere-se à utilização da memória e das capacidades de armazenamento e cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da Internet.
O armazenamento de dados é feito em serviços que podem ser acessados de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, não havendo necessidade de instalação de programas x, y ou z com capacidade muitas vezes limitada de armazenamento de dados. O acesso a programas, serviços e arquivos é remoto, através da Internet, como eu citei e justamente daí, a alusão à nuvem.
Para as pequenas empresas, essa tendência vem se firmando, principalmente pelo controle de custos, pois nem todo mundo pode manter altos custos com hardwares ou softwares de TI e descobriram no Cloud Computing uma boa estratégia para economizar e manter a tecnologia de ponta. Quando há custo, ele normalmente é proporcional ao tempo de utilização do serviço ou corresponde ao custo de uma assinatura.
Vale lembrar que a infraestrutura necessária para uma solução de cloud computing também é bem mais enxuta, consumindo menos energia, refrigeração e espaço físico do que uma solução tradicional de hosting ou collocation.
Dessa forma, essa escolha ainda contribui para preservação e uso racional dos recursos naturais. Entretanto, é preciso notar que a demanda por poder de processamento e armazenamento dos datacenters das empresas provedoras dos serviços de cloud computing vem crescendo vertiginosamente, o que coloca em dúvida algumas das supostas vantagens.
De qualquer forma, sempre fico feliz quando tenho informações sobre micro e pequenas empresas buscando otimizar seus modelos de negócio a fim de encontrar maior eficiência e rapidez no atenidmento às necessidades de seus clientes.

Um comentário:

  1. These are gеnuinely impresѕive іdeaѕ in on
    thе topic of blogging. Yоu have touchеd some gοod points hеrе.
    Аny way keep uр ωrіnting.


    Also viѕit my homеpage ... Maryland Computer Systems
    Also visit my web site : frederick md virus removal

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor