quinta-feira, 3 de março de 2011

CAPITAL DE GIRO

NEM TODO EMPREENDEDOR NASCE SABENDO

Ao iniciar um negócio, qualquer empreendedor precisa de dinheiro para transformá-lo em realidade. É preciso capital para alugar ou comprar o local, para a mobilia, equipamentos e suprimentos, para pagar profissionais como contadores e advogados, e também para o desenvolvimento do seu produto ou serviço.
Conseguir o montante necessário nem sempre é fácil, mas existem várias alternativas.
Para aproveitá-las é preciso entender qual financiamento será melhor para você e sua empresa. Você possui capital próprio? Existem sócios investidores dispostos a bancar sua idéia? Ou você vai precisar de financiamento?
O fato é que, não apenas no início, mas em várias etapas da vida da empresa, podem surgir necessidades financeiras diferentes que exijam financiamento externo. Para sobreviver é necessário manter o equilíbrio das contas e um nível aceitável de capital de giro.
Cabe ao empreendedor escolher entre obter grande lucro, associado ao alto risco e grandes dividas (passivo circulante), ou obter um lucro menor, com menor risco e mais contas a receber (ativo circulante).
Lembre-se que o negócio necessitará de dinheiro para as despesas dos primeiros anos de operação que envolvem a implantação e estruturação até que você retorne seus investimentos. Considere na sua projeção a contratação de novos funcionários, o aumento de produção, o custo em manter seu estoque e como já falamos em posts anteriores, sua própria remuneração (pró-labore).
Faça uma estimativa realista das suas necessidades financeiras (considerando um cenário mais provável, um mais otimista e outro mais conservador) deixando algum espaço para o inesperado ou você poderá ser surpreendido.
Tenha atenção também à administração do seu estoque fazendo girar rapidamente as mercadorias. Receba por elas o mais rápido possível e prolongue o máximo que puder o pagamento de suas dividas. Esse tipo de administração de ativos e passivos circulantes será determinante para obter bons resultados pela empresa e reduzir a necessidade de capital de giro.
Vale lembrar que possíveis variações de capital são aceitáveis quando decorrem de investimentos. Uma empresa ao adquirir uma máquina, por exemplo, aumenta seu nível operacional e conseqüentemente seu nível do caixa. Aumentam as contas a pagar, a receber, o nível de estoque para que o aumento da produção se sustente. Os ativos circulantes crescem mais que os passivos circulantes, o que resulta em incremento de capital de giro próprio ou em sobra de caixa para futuros investimentos.
Caso isso não aconteça com o seu negócio, talvez você precise recorrer a empréstimos ou financiamentos. Nesse momento, por falta de informação, muitos empreendedores caem nas armadilhas do crédito pessoal ou do cheque especial pagando quase 10% a.m de juros, mais de 100% ao ano.
Existem diversas linhas de crédito com custos bem mais baixos. Para entendê-las e saber em que momento cada uma se adequa ao seu negócio, perca o medo do gerente do banco. Relacione-se! Cada banco tem uma idéia diferente sobre o que procurar ao decidir se deve ou não emprestar dinheiro a sua empresa. Todos irão olhar suas projeções financeiras e seu histórico de crédito, mas a percepção sobre você também pode fazer a diferença.
Por isso, seja profissional. Prepare-se para responder perguntas sobre qualquer assunto relacionado ao negócio. Tenha em mãos seu plano de negócio e documentos financeiros. Seja sincero e demonstre confiança. Bancos também são negócios (inclusive os bancos públicos) e precisam saber de que forma irão recuperar o dinheiro (e os juros) que estão destinando a você.
Não deixe para iniciar sua relação com o banco apenas no momento em que não enxergar mais nenhuma alternativa financeira. Planeje-se. Empreendedores que administram bem o capital de giro da empresa sabem avaliar o momento, as alternativas e os reflexos de suas decisões sobre as compras, vendas e sobre o caixa.

ANA MARIA MAGNI COELHO
Publicado em O Diário Empresarial
03 de março de 2011
Série "Nem todo empreendedor nasce sabendo" 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor