sábado, 5 de novembro de 2011

MEDIDAS DO TEMPO

"Tudo tem o seu tempo determinado e há tempo para todo
propósito debaixo do céu: há tempo de nascer e tempo de morrer;
tempo de chorar e tempo de rir; tempo de abraçar e tempo de afastar-se;
tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz."
(Eclesiastes)


Panetones nas prateleiras dos supermercados, decoração natalina nos shoppings e pinheirinhos à venda não deixam dúvida: o Natal está chegando. E, com ele, aquele comentário tradicional: "como esse ano passou rápido!". Dizemos e ouvimos isso ano após ano, principalmente quando o final do segundo semestre dá seus primeiros sinais. O tempo parece estar com pressa.
Na verdade, o tempo continua sendo o tempo. O problema é que a gente cresceu e a percepção de que os dias passam de forma mais acelerada acontece porque nós mesmos estamos vivendo mais acelerados. Muitas demandas, muitas informações, muitos resultados.
A globalização da economia, vencendo as fronteiras do tempo e do espaço, nos dá a impressão de que qualquer atividade pode ser feita a qualquer hora e em qualquer lugar. E pior: sem nos darmos conta do quanto isso acontece a qualquer preço, seja a ausência da família, dos amigos ou da nossa própria saúde.
Conheço muitas pessoas (e quando digo muitas, são MUITAS mesmo) que sentem a vida passar sem ao menos conseguir aproveitá-la. É como se o Zeca Pagodinho fosse o compositor da trilha sonora de suas vidas: “deixa a vida me levar; vida leva eu!”
Quando nem o tempo nem o espaço são mais empecilhos e a tecnologia funciona como principal elo de (re)organização dos processos produtivos, planejamento é a única maneira de contornar a pressa e a urgência. Basta perceber que para muitos, o tempo não é a assim tão atroz. As metas se cumprem. Os resultados acontecem. E a vida é bem menos veloz.
Nossa percepção a respeito do tempo está diretamente associada ao que fazemos, ao quanto isso nos motiva e a quão bem ou mal-sucedidos somos. Pense em quantas pessoas você conhece que se tornaram reféns da tecnologia como estratégia para otimização do tempo? Quantos profissionais vivem uma rotina sem intervalos para reflexões ou onde metas quantitativas são os únicos parâmetros de eficiência. ?
Ah, que engano! Para essas pessoas, o tempo da urgência, que se traduz como desempenho de respostas imediatas, domina as relações de trabalho e da vida pessoal. O tempo voa. E enquanto o tempo voa, a energia psíquica se acumula, torna-se fonte de tensão e desprazer e muitas vezes, parece que não há para onde voltar. 
E não há! Os segundos passam, um após o outro, sempre com a mesma duração...
É o nível de envolvimento do cérebro com o momento presente que pode fazer o tempo parar ou correr. Ou você negaria que dependendo da intensidade de sua entrega, existem momentos de sua vida em que o tempo simplesmente parou: o primeiro beijo; o primeiro encontro com o mar; o nascimento de um filho.
A velocidade do passar do tempo depende de você e de suas experiências vividas em cada momento. Fazer planos. Estabelecer relações de relevância. Refletir. Talvez, esse seja o caminho mais seguro para ajudar na sensação de, finalmente, vencermos essa dura batalha sobre algo que nos consume mais a cada dia: o tempo!

4 comentários:

  1. Texto extraordinário Aninha... livre arbítrio + tempo = ? Eis a simples a equação mais importante da vida. Vale lembrar: o tempo é o bem mais precioso que dispomos. Detalhe, devemos o tempo de graça, com a seguinte missão: o que fazer, pois... com o tempo? É aí onde entram as escolhas... mas aí já é assunto para um os post nesse blog que é show.
    Beijo do amigo de todo tempo,
    @brunobezerra

    ResponderExcluir
  2. Texto extraordinário Aninha... livre arbítrio + tempo = ? Eis a equação mais simples e importante da vida. Vale lembrar: o tempo é o bem mais precioso que dispomos. Detalhe... recebemos o tempo de graça, com a seguinte missão: o que fazer, pois... com o tempo? É aí onde entram as escolhas... mas aí já é assunto para um outro post nesse blog que é show.
    Beijo do amigo de todo tempo,
    @brunobezerra

    ResponderExcluir
  3. Muito bom mesmo esse texto, na verdade é um convite a reflexão numa época em que precisamos fazer isso, reavaliar nosso tempo e como temos usá-lo!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelo carinho!
    Fico feliz em refletirmos juntos sobre tantas coisas. Cada texto que escrevo é uma excelente oportunidade de rever a minha própria forma de viver.
    Sucesso!
    @AnaMariaCoelho

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor