quinta-feira, 24 de março de 2011

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

 

NEM TODO EMPREENDEDOR NASCE SABENDO

Muito se ouve falar sobre a importância do planejamento estratégico para as empresas, mas poucos empreendedores conseguem efetivamente colocá-lo em prática no dia-a-dia de seus negócios.
Estratégia é um termo vindo das aplicações bélicas para a administração. Sua utilização original está voltada a arte de planejar e executar movimentos e operações com o objetivo de alcançar ou manter posições relativas. Na administração, o sentido é o mesmo. A definição de estratégia empresarial permite ao empreendedor ir além do planejamento direcionando seu negócio de forma positiva frente a novos desafios e novos mercados.
Sem um posicionamento correto, empreendedores em estágio inicial podem levar sua grande idéia para caminhos sinuosos e sem horizonte. Nada mais perigoso para empresas com pouco tempo de vida!
A formulação do planejamento estratégico consiste em analisar oportunidades e ameaças no mercado e cruzá-las com os pontos fortes e fracos da empresa, estabelecer missão e objetivos gerais, determinar planos, implementar e controlar ações para garantir que os objetivos sejam atingidos.
Para organizar tais informações, uma das ferramentas mais conhecida é o Balanced Scorecard (BSC) que propõe originariamente quatro perspectivas básicas de avaliação do negócio (finanças, clientes, processos internos e aprendizado/pessoas) e traduz a missão e a estratégia da empresa em um conjunto compreensível de ações e medidas de desempenho mensuráveis para um sistema de gestão mais eficiente. Através do processo de construção do BSC é possível esclarecer objetivos, definir caminhos e identificar os fatores críticos que podem determinar o sucesso de uma empresa.
Executá-lo não é mais algo somente para grandes corporações, pelo contrário. Como bonés tamanho único de nosso time de futebol, ele se ajusta a quase todas as cabeças, basta você querer.
Afinal, planejar bem, com metas ajustadas e com implementação competente pede criatividade e muito trabalho.
Empresas de diversos setores têm mostrado que as desculpas verdadeiras mais utilizadas para não planejar dizem respeito à rotina corrida que tira o tempo de planejamento e coloca as metas de curto prazo à frente da visão de futuro do negócio. Desculpas verdadeiras, mas desculpas!
A atitude mais prudente para os novos negócios e empresas que estão em fase de crescimento é investir tempo e recursos na formulação de uma boa estratégia e exigir de todo seu time de trabalho, desde os executivos até os estagiários, uma competente implantação e controle das ações com todo o esforço focado na conquista das metas pré-estabelecidas.
Não há futuro totalmente previsível nem planejamento capaz de alcançar sozinho todos os objetivos da uma empresa. O olhar estratégico faz com que o empreendedor possa gerenciar melhor os problemas do dia-a-dia mudando seu foco em “discutir os problemas” para um questionamento sobre “como transformar os problemas que surgiram em oportunidades para sua empresa”.
O poder de competitividade de uma empresa depende principalmente de sua capacidade de perceber a si mesma e ao mercado em que atua. Quando devidamente compreendido pelo gestor, o tema estratégia costuma se tornar uma paixão sem limites. Prepare o coração!

ANA MARIA MAGNI COELHO
Publicado em O Diário Empresarial
24 de março de 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor