quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

PLANO DE NEGÓCIOS


NEM TODO EMPREENDEDOR NASCE SABENDO

Na velocidade com que as coisas acontecem, muitas pessoas tentam me convencer de que o planejamento deixou de ser uma etapa importante na vida empresarial. Sinceramente, ainda não consigo acreditar que qualquer ação tenha chances de dar certo sem um pouco de planejamento.
Se para realizar uma viagem, uma festa ou uma reforma em casa é preciso planejar; como não fazê-lo ao iniciar um novo negócio?
Se a intenção dessa nova empreitada é que tudo dê certo respeitando recursos, prazos e as pessoas envolvidas será preciso retirar as idéias do plano dos sonhos e colocá-las no papel minimizando riscos e analisando todas as variáveis que envolvam suas escolhas. Afinal, por mais poderoso que seja o seu sonho, ele não dará certo apenas porque você deseja.
No universo empreendedor, a “viagem” também precisa de planejamento.
Como nem todo empreendedor nasce sabendo, o post dessa semana irá orientá-lo sobre o principal mapa para uma boa viagem: o plano de negócios.
Plano de Negócios é a principal ferramenta para orientar o empreendedor na busca de informações detalhadas sobre seu ramo, produtos/serviços que irá oferecer, clientes, concorrentes, fornecedores e, principalmente, sobre os pontos fortes e fracos do seu negócio, contribuindo para a identificação da viabilidade da sua idéia.
Normalmente, o processo de criação de um negócio está organizado de forma empírica na mente do empreendedor. A montagem de um documento que torne as idéias ordenadas e descreva as principais variáveis envolvidas no empreendimento trarão maior clareza sobre os indicadores, prazos e recursos que serão necessários para que os objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas do negócio. 
O plano de negócio permite ao empreendedor a identificação e restrição de seus erros ao papel, ao invés de cometê-los no mercado, onde o erro pode custar bem mais caro. Além disso, é a ferramenta mais apropriada para quem pretende apresentar sua idéia a possíveis parceiros comerciais como sócios, incubadoras de empresas ou investidores.
Como documento em si, o plano de negócios não é tão complexo quanto se ouve falar. Existem inúmeros modelos prontos na internet para os quais o empreendedor necessitará de informações que irão induzir sua reflexão sobre os fatores determinantes para o sucesso do empreendimento.
Algumas questões que não podem faltar são: O QUE vai ser feito? POR QUEM vai ser feito? O QUE será oferecido ao mercado? A QUEM vai ser oferecido e QUEM vai competir com o negócio? COMO o cliente vai ser atendido? QUANTO será gasto e QUANTO deseja ter de retorno? QUANDO iniciará as atividades e atingirá suas metas?
Respondendo satisfatoriamente essas questões, o empreendedor começa a definir o modelo do seu negócio ou o melhor momento de vê-lo crescer. Não há nada mais constrangedor do que conversar com empreendedores repletos de boas idéias, mas que não conseguem transformá-las em negócio.
Na medida em que as idéias se organizam o compõe o plano de negócios, aquele documento inicial que deu origem a todo o raciocínio sobre o negócio pode crescer e ganhar novos dados e análises. Isso é ótimo, pois ninguém precisa de um plano de negócios para guardá-lo na gaveta. Sua função é tornar-se uma importante ferramenta nas futuras decisões a serem tomadas sobre o negócio.
É claro que não defendo o plano de negócios como garantia absoluta ao sucesso de um novo empreendimento. Contudo, posso afirmar que ele representa um importante passo nessa direção. Afinal, como já dizia o gato da Alice, “se você não sabe para onder ir, qualquer caminho serve”.
Caso tenha ficado com vontade de saber um pouco mais, além dos guias do SEBRAE e de outras instituições, recomendo a leitura do livro A Arte do Começo: o Guia Definitivo para Iniciar o Seu Projeto de Guy Kawasaki.
Mãos à obra e boa viagem!


ANA MARIA MAGNI COELHO
Publicado em O Diário Empresarial
24 de fevereiro de 2011
Série "Nem todo empreendedor nasce sabendo"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor