sábado, 12 de fevereiro de 2011

ANO DO COELHO


Fotos de Michel Meusburger
Quando recebi o convite da minha amiga Carla Fiamini para a abertura das comemorações do Ano Novo Chinês em Suzano relutei em confirmar a minha presença pois seria necessário abrir mão do último dia de Social Media Week em São Paulo e remanejar alguns outros compromissos.
Como @Samegui já havia comentado no blog A Vida como a Vida Quer a respeito do sentido desse ano e como adoro conhecer festas com um significado cultural forte: lá fui eu!
Saí de São Paulo após um dia de reuniões e decisões a serem tomadas e segui rumo ao Parque Municipal “Max Feffer” (avenida Brasil, s/ nº, Jardim Imperador) em Suzano. Nem a brusca queda na temperatura ou a ameaça de chuva atrapalharam os festejos. Reencontrei amigos, prospectei novas ações para o escritório do SEBRAE-SP e quando menos esperava, me vi no palco ao lado de Felipe Liu, presidente da empresa organizadora do evento que me narrou cada etapa e significado da festa.
O “Ano-Novo Chinês” é o feriado mais importante do calendário do país oriental. No período dos festejos, o país para por 15 dias para os preparativos, viagens e rituais que marcam a passagem do ano. No mundo, além de ser comemorado em seu próprio país (China) e no Brasil, a chegada da data também é celebrada nos Estados Unidos, em Londres e no Canadá.
Tradicionalmente ligado ao Horóscopo Chinês, que congrega 12 animais, “O Ano-Novo Chinês” em 2011 teve início no dia 3 de fevereiro e celebrou a chegada do Ano do Coelho.
Para quem acredita na doutrina, grandes mudanças acontecerão. Pois sai de cena o Tigre, regente de 2010 que gerou acidentes, conflitos e crises econômicas, e entra o Coelho, símbolo da calma, da paz e da diplomacia. O mamífero representa coragem e determinação. Os chineses defendem que o coelho é ordeiro, sempre está em paz com quem está a sua volta, é um defensor do meio ambiente. Além disso, é reconhecido por defender com elogiável destreza seus direitos e interesses, despertando garra e desejo de realização e organização nas pessoas. Ótimo ano para os avanços na medicina, a cura de doenças e as negociações políticas. Os nascidos em anos regidos pelo Coelho costumam ser sensatos, sensíveis e têm sorte no amor e nos negócios.
Uau! Ano do Coelho! Será que, mesmo nascida em anos de Dragão, mas sendo uma legítima integrante da família Coelho esse ano me promete boas surpresas?
Não posso prever o futuro, mas garanto que a noite de ontem ficará marcada.
O som dos tambores, as cores e os movimentos da “Dança do Dragão”, o tradicional “Batismo do Leão”...
Fiquei mesmo impressionada! Sem contar a linda estrutura do palco retratando a famosa Muralha da China e as deliciosas comidinhas da praça de alimentação.
Mas quero falar mais sobre o Batismo do Leão... Um ritual repleto de simbologia e do qual fiz parte do momento exato “conceder a visão ao felino”. VISÃO! Talvez o sentido mais necessário ao empreendedor para que realize as melhores escolhas. Visão do presente. Visão do futuro. Visão das tendências. Visão do Negócio. Visão de Vida.
A cerimônia começou com o que os chineses chamam de “queimação do incenso”. Acender incensos e percorrê-los sob as alegorias presentes no palco tem a finalidade de animar e invocar o espírito dos leões. Em seguida, gotas de tinta na cor vermelha, que representam o sangue de galo utilizado usualmente na China, são passadas em várias partes do corpo do Leão para que dessa forma o felino ganhe vida e ofereça sua prosperidade.
Primeiramente, pintamos o espelho do felino, a parte frontal entre seus olhos para conceder a entrada para o espírito que habitará o Leão. Em seguida, realizamos a pintura dos olhos e ouvidos do felino, dando-lhe o poder da visão e o sentido da audição.
Para conceder ao Leão o dom da expressão, a tinta vermelha foi passada também na boca do animal. E, para dar-lhe força, o mesmo ritual foi feito na altura do quadril do felino.
Esse foi o sinal para que ele pudesse ganhar vida!
Para fechar a abertura por onde a alma que habita o Leão entrou e para que ela ali permaneça para sempre, várias autoridade amarraram pedaços de fita vermelho no chifre do Leão. Sim. O Leão Chinês tem chifres e é lindo!
Finalizando o ritual, faz parte da tradição na China oferecer ao Leão uma verdura, que representa prosperidade, e o Hong Pao, um envelope vermelho contendo uma quantia em dinheiro ao Leão. Em São Paulo, a primeira-dama do Estado foi a responsável por esse momento. Já em Suzano, a responsabilidade ficou nas mãos do prefeito Marcelo Cândido pedindo prosperidade ao “2º Ano-Novo Chinês”.
A oferta do Hong Pao é uma das mais antigas tradições chinesas, originada de uma lenda, na qual, uma Deusa, ao final de sua peregrinação pela Terra, entendendo não ter como dimensionar toda a sua gratidão pelo que vivenciou e aprendeu, colocou o próprio coração dentro de um envelope vermelho, e o ofertou ao seu mestre, o Deus maior.
Hoje, a oferta de valores em dinheiro demonstra desprendimento. Afinal, mesmo aqui no Brasil, sempre ouvimos dizer que aquilo que é dado, volta em dobro, com direito à sorte e prosperidade, se for oferecido com amor e gratidão.
E foi exatamente assim que me senti no palco das comemorações do “2º Ano Novo Chinês” em Suzano: grata por todos os momentos que vivi até agora e pronta para ampliar a minha própria visão rumo ao futuro! Que venha o Ano do Dragão!
Se você ficou curioso e mora na região do Alto Tietê, o “2º Ano-Novo Chinês” prossegue amanhã, das 11 às 22 horas, com diversas atrações culturais, diversificada área gastronômica (o Yakissoba é solidário e sua renda será revertida às associações assistenciais da cidade), parque de diversões e comercialização de produtos importados. A entrada é franca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor