quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

PESQUISA DE MERCADO


NEM TODO EMPREENDEDOR NASCE SABENDO

Segundo a Associação Nacional de Empresas de Pesquisa de Mercado (ANEP), pesquisa de mercado é “a coleta sistemática e o registro, classificação, análise e apresentação objetiva de dados sobre hábitos, comportamentos, atitudes, valores, necessidades, opiniões e motivações de indivíduos e organizações dentro do contexto de suas atividades econômicas, sociais, políticas e cotidianas”.
Você que acompanha o Lounge Empreendedor pode estar pensando: mas para que serve realmente essa pesquisa? Como colocá-la em prática no dia-a-dia?
Já que nem todo empreendedor nasce sabendo todas as respostas que surgem no dia-a-dia de seu próprio negócio, a pesquisa de mercado pode auxiliá-lo a ampliar sua percepção e conseqüentemente fundamentar boas decisões para futuro da empresa.
Para ela valha como ferramenta de gestão é preciso que haja uma dúvida, uma questão ou uma percepção de necessite ser validada por você. Situações em que as pesquisas de mercado trazem ótimos resultados envolvem desde a criação e elaboração do “famoso” plano de negócios até o lançamento de novos produtos, escolha de um ponto comercial, dimensionamento da demanda, satisfação do consumidor, avaliação de ações de marketing, levantamento de tendências, ajuste de preços ou entrada de novos segmentos ou nichos.
Uma vez definido seu objetivo, você precisará planejar a pesquisa para evitar falhas em sua aplicação, método e resultados. Lembre-se que empresas diferentes possuem necessidades diferentes. Pesquisas prontas parecem práticas, porém podem não trazer o resultado que sua empresa necessita. Utilize-as como referência e não como única fonte conceitual.
Metodologicamente, será necessário que você pense em sete passos para realizar uma boa pesquisa:
  1. Definição do problema e objetivo da pesquisa
  2. Escolha do método que será utilizado, universo, amostra e cronograma
  3. Elaboração do questionário com a definição das perguntas e sua forma de aplicação que pode ser correio, telefone, entrevista pessoal, internet, etc.
  4. Aplicação da pesquisa e coleta de dados junto ao mercado. Nesse caso, pense na necessidade de seleção e treinamento de pessoal especializado.
  5. Tabulação e organização dos dados em tabelas e gráficos com cálculos (médias, medianas etc.) e aproximações.
  6. Avaliação dos resultados de forma quantitativa, qualitativa e comparativa dos resultados e realização de um relatório de conclusão da pesquisa
  7. Ação, ação e ação. Afinal, o objetivo da pesquisa é auxiliá-lo na tomada de boas decisões.
Realizar qualquer tipo de pesquisa em empresas que não estejam em condições de usar seu resultado para melhorar suas rotinas é quase sempre perda de tempo e dinheiro.
Para empreendedores que ainda desejam iniciar uma atividade, um erro comum com relação à pesquisa de mercado é considerá-la suficiente para avaliar a viabilidade de um negócio. O instrumento completo de análise de viabilidade é o plano de negócios, pois nele estará descrito o modelo de negócios a ser implantado.
Dependendo do porte e da necessidade de sua pesquisa, não se intimide em contratar empresas especializadas para conduzi-lo e orientá-lo nos sete passos da boa pesquisa. Muitas vezes, os pesquisadores usam mais do que uma fonte e técnica para explorar um mesmo assunto. Além disso, eles podem ampliar a abrangência e universo da sua pesquisa.
Seja qual for a sua escolha, tenha o cuidado de planejar o custo da pesquisa em razão do benefício que se pretende obter. Nunca faça pesquisas cujo investimento seja superior ao benefício a ser alcançado ou ao prejuízo de uma decisão errada.
Se você quer assumir um posição de vanguarda em um mercado cada vez mais veloz e competitivo, programe-se para utilizar pesquisas sistematicamente. Evite acreditar apenas na sua intuição quando se lidar com negócios que gerem custos e exigem capital.
Dados bem fundamentados trazem boas informações que aplicadas na gestão do seu negócio ampliam seu conhecimento sobre si mesmo e sobre o mercado. 

ANA MARIA MAGNI COELHO
Publicado em O Diário Empresarial
03 de fevereiro de 2011
Série "Nem todo empreendedor nasce sabendo"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor