domingo, 17 de abril de 2011

UM BOM PROFESSOR, UM BOM COMEÇO



Todos sabem que a educação é a base de tudo: é a base para um país melhor, mais justo, mais ético e com pessoas cientes dos seus direitos e deveres. O alicerce do desenvolvimento de uma sociedade é uma educação de qualidade e universalizada. Parece papo de pedagoga, eu sei... Mas você tem que concordar que miséria, violência e desigualdades sociais são filhas da falta de educação de um país.
Sou filha de professora, diretora de escola e supervisora de ensino e justamente por isso, reconheço todos os avanços da educação nos últimos anos. Entretanto, mesmo com todas as conquistas, o Brasil ainda vive uma realidade triste nesse setor. Escolas desestruturadas, falta de acesso para todas as crianças e professores ganhando salários aviltantes e sendo humilhados por adolescentes cujos pais terceirizam a atividade de educar as escolas.
É triste pensar que apenas 5% dos melhores alunos que se formam no ensino médio desejam trabalhar como professores da educação básica, principalmente se considerarmos a importância que um bom professor exerce em nossas vidas. Um professor que ajude, de fato, no aprendizado, que abra possibilidades e auxilie na escolha entre esta ou aquela profissão contribuindo para a formação do caráter e valores dos jovens e crianças.
É impossível querer erradicar a pobreza, acabar com a violência e com as desigualdades sociais usando qualquer caminho que não seja a educação. A vida traz de volta aquilo que a gente oferece a ela. É a lei da ação e reação, “gentileza gerando gentileza”.
Enquanto não houver uma política séria que valorize os professores e ofereça uma educação básica de qualidade, continuaremos a viver em um país cheio de contrastes onde a violência cresce a passos largos e invade justamente o muro das escolas.
Sob a afirmação de que “a base de toda conquista é o professor”, na última terça (12 de abril) aceitei o convite de Samantha Shiraishi e acompanhei o lançamento da nova campanha de mobilização do movimento Todos pela Educação sob o slogan "Um bom professor, um bom começo". 
Durante um café da manhã com @samegui, @gnsbrasil, @andersoncosta e a querida amiga @AnaAragao diretamente de Recife, me apaixonei pela campanha.

Eu, @samegui, @AnaAragao, @gnsbrasil e @andersoncosta

As peças são muito envolventes e fazem com que pensemos em quais foram aqueles professores que marcaram nossa educação e nossas escolhas. Lembrei-me da Vera Lúcia (professora na 3ª série e professora de português alguns anos depois), do Gilmar (professor de Matemática no Ensino Médico), da Carmem Lúcia (de História e Educação Moral e Cívica) e claro, da tia Leda que foi a responsável por me auxiliar no processo de alfabetização no Colégio Imperatriz Leopoldina.
Ah!!! Quantas boas lembranças passam por recordações de bons professores... Isso sem contar aqueles que viraram amigos na faculdade, conselheiros e orientadores além dos nossos TCC.
Tenho muita satisfação em oferecer espaço no Lounge Empreendedor para mais essa causa da qual me orgulho em fazer parte!
Como escreveu Samantha Shiraishi no A Vida Como a Vida Quer, eu me senti parte dessa turma.



"Esta sensação de pertencimento é um direito que todos temos. Mas para pertencer, é preciso primeiro saber ser – descobrir em nós o potencial para sermos quem podemos ser. Isso quem nos dá, depois dos nossos pais e ancestrais nos darem vida, é um bom professor" - Lindo, Sam!



O Todos pela Educação é um movimento apartidário que congrega sociedade civil, gestores públicos de Educação, iniciativa privada e especialistas com a missão de contribuir para a garantia do direito de todas as crianças e jovens a uma Educação de qualidade até 2022, ano do bicentenário da Independência do Brasil. Afinal, não dá para pensar em independência sem pensar em educação!
Ou tomamos uma decisão firme para concretização do direito de aprender de todos os jovens e crianças, ou então continuaremos incentivando projetos paliativos e avaliações infundadas que apenas empurram o problema da falta de valorização dos bons profissionais do magistério para a frente.
"Educadores, onde estarão? Em que covas terão se escondido? Professores, há aos milhares. Mas professor é profissão, não é algo que se define por dentro, por amor. Educador, ao contrário, não é profissão; é vocação. E toda vocação nasce de um grande amor, de uma grande esperança.” (Rubem Alves).
Eu tenho esperança! E você?
Leve adiante essa idéia e conte aquilo que #1BomProfessorMeEnsinou.




Ana Maria Magni Coelho
Publicado em 16 de abril de 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor