domingo, 30 de janeiro de 2011

NÃO ECONOMIZE A VIDA



Mesmo com o caos causado pelas chuvas nesse início de ano, janeiro de 2011 começou repleto de boas surpresas para mim, entre elas a experiência de me assumir geek em essência e viver momentos surpreendentes na minha primeira Campus Party Brasil.
Durante uma semana mergulhei no maior encontro tecnológico do mundo!
A Campus Party é uma enorme reunião entre mais de 6.000 campuseiros apaixonados por tecnologia e apaixonados por todas as possibilidades de disseminação de conhecimentos em rede. Durante seis dias tendências foram lançadas, conteúdos foram produzidos, negócios foram fechados e o melhor da web brasileira apareceu aos olhos de quem estivesse disposto a enxergar.
Quem fechou os olhos perdeu boas chances de conviver e aprender as melhores práticas de um mundo cada vez mais globalizado, conectado e veloz.
Não dá mais para economizar a vida para amanhã! As chances podem não se repetir.
Por isso, equilibrar as oportunidades e  (re)conectar valores que qualifiquem minha vida como meio de ser (e de fazer) feliz e de contribuir para a criação de um mundo melhor tem sido minha busca e o critério para muitas das minhas escolhas.
Precisamos emergir daquilo que Giorgio Agamben, filosofo italiano, chama da vida nua. Uma vida que nos reduz à posição irracional de convivência indiferenciada. Uma vida altamente artificial em que as estruturas de poder geram as formas e os padrões de qualidade da vida para todos aqueles se submetem à sua ordem. Uma vida de propaganda de margarina, mas sem sentido real.
Entretanto, mesmo funcionando como um álibi perfeito para quem deseja simplesmente deixar a vida acontecer e suprimir experiências sem culpa,  há uma imensa ambiguidade na vida nua. Ao entranhar-se nela, o ser humano arruina suas próprias chances de gozar uma vida qualificada que, na minha opinião, é a única vida que vale a pena ser vivida.
Quando decidi passar 6 dias na Campus Party, essa era a minha escolha: viver a vida à minha maneira, sem ninguém monitorando o tempo que passo no Twitter, convivendo com amigos que no dia-a-dia ficam distantes de mim e aprendendo, aprendendo e aprendendo.
A escolha em estar ali era apenas minha. Os compromissos e as metas  podiam esperar. E eu poderia viver além da imagem do meu avatar.
Entender o caminho dessas escolhas e o que faz sentido para você é a melhor maneira de se libertar e não se escravizar pela tecnologia e mobilidade tão presentes nos espaços da Campus Party.
A vida não precisa ser tão veloz quanto as informações que transitam pelas redes, mas ela pode ter a urgência que você quiser. Afinal, não há nada mais urgente do que encontrar aquilo que pode ser uma vida prazerosa pra você e conquistar sua própria vida qualificada.
Sob esse espírito de urgência pessoal, aceitei o convite de @samegui e @lidifaria para um seqüestro em plena Campus Party Brasil.
Mesmo com a tarde repleta de palestras interessantes, empreendedores lotando o estande do SEBRAE e colegas que ficaram sem explicação sobre minha ausência, me permiti uma tarde de vida boa ao lado de @maxreinert, @ladyrasta e Yara Baumgart (@vidaboayb).
Vida Boa é um conceito de empreendimento onde o cliente determina suas próprias experiências. Mais do que massagens, boa música ou boa comida, nesse espaço você pode desfrutar aquilo que lhe é essencial.
Essencial por levá-lo de volta à sua própria essência.
A marca Brasil está presente nas paredes, nos tecidos, na decoração, no sorriso de toda a equipe... O carinho acolhe o cliente desde sua chegada e nem mesmo a chuva ofusca a bela vista da sacada das salas de massagem.
Quer responder seus e-mails? Ok. No espaço Vida Boa, você tem acesso wireless e equipamentos à disposição. Quer ler um livro? Almoçar?  Ouvir boa música? Receber parceiros para uma reunião? Ok. Você pode também.
O poder de decidir o que é importante cabe apenas ao cliente.
Minha experiência em vivenciar uma tarde no Vida Boa foi além do relaxamento proposto no sequestro; me fez repensar sobre as prioridades e sobre a velocidade da minha vida.
Sem dúvida, ela passa rápido e com ela passam também as boas chances de sermos aquilo que sempre sonhamos ser. Cuide do seu corpo, da sua mente, das suas energias da forma como fizer sentido a você.
Se vivemos mesmo a Era do Conhecimento e da Generosidade, como tanto se repetiu na Campus Party 2011, conhecer-se é melhor saída para uma vida qualificada. (veja o vídeo)
 Já dizia Vinicius de Moraes "... a coisa mais divina que há no mundo é viver cada segundo como nunca mais..."
A vida pode ser muito boa. Basta você querer!

3 comentários:

  1. Nossa adorei encontrar seu blog! Sua descricao do evento deu a exata sensacao da intensidade que foi ter vivido essa experiencia!!! Creio que temos muita afinidade em nossos interesses! Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  2. Oi Sandra
    Acabei de visitar seu blog e realmente nossa afinidade é visível.
    Intensidade é o que procuro encontrar em cada momento de minha vida. Não dá para economizar nessa questão, certo?
    Para uma vida qualificada de verdade, é preciso aquela dose difícil, mas saudável de individualismo que nos faça feliz, faça os mais próximos felizes e contagie o resto do mundo.
    Obrigada por sua visita ao Lounge Empreendedor e espero que possamos nos encontrar ainda várias vezes.
    Um beijo e sucesso
    Ana Maria

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de passear por aqui, arejar as idéias, saborear as fotos bem escolhidas e respirar crescimento.
    Abração

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor