quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

A ESSÊNCIA DO NATAL



Entra ano e sai ano, em todo Natal, somos bombardeados com fortes e insistentes apelos ao consumo. São roupas novas, brinquedos de todo tipo, eletrodomésticos, carros novos, telefones modernos, sem esquecer as guloseimas numa enorme mesa bem decorada que induzem uma vivência de Natal totalmente distorcida e esvaziada do real propósito desta celebração.
Essa imagem de um Natal super produzido não corresponde, inclusive, à realidade da maioria da população brasileira, cuja renda não permite gastos com tantos presentes e comidas típicas. Para cumprir as expectativas dos filhos, por exemplo, muitas famílias começam o novo ano repletas de dívidas, mas se perdem no sentido real da noite de amanhã.
Pergunte a uma criança: "o que lembra o Natal?" Provavelmente ela dirá: "Papai Noel, presentes..." Mas, e para você: o que é o Natal? Você tem feito o papel de educar e ensinar a verdadeira origem desta data?
Natal é o período de celebrarmos o nascimento de Jesus, de olharmos para nossos hábitos e de encontrarmos o verdadeiro espírito de fé e a essência de ser humano.
Não há nada que as pessoas precisem mais do que ser amadas, experimentar o gosto do perdão e redescobrir que amar ao próximo é possível, e até indispensável, se querem ser felizes e ver um mundo novo e melhor.
Ainda há tempo para fazer um Natal diferente em 2010. Basta que o verdadeiro sentido do Natal possa envolver nossos lares e nossos corações junto aos presentes e comidas que logo mais irão ao forno. Desejo que possamos reunir a família, os filhos que estudam fora, os irmãos que se mudaram por motivos de trabalho, os primos que há anos não vemos, e claro, o vovô e a vovó, para quem ainda os tem por aqui. Que não apenas seja uma comemoração, mas o início para uma nova geração.
É tempo de agradecer o dom de ser família, de estarem unidos (que é mais que reunidos), de amar, de se alegrar e de brincar juntos. É tempo de fortalecer a solidariedade e de fazer algo por quem tem menos condições que nós. Vale visitar um orfanato ou um asilo levando mais do que presentes; leve seu tempo, sua presença, seu amor, sua disposição de conversar, abraçar e contar histórias. Vale também doar alimentos, roupas ou brinquedos para famílias do bairro ou da comunidade que você freqüenta.
Se as palavras de paz e fraternidade, de amor e eqüidade não forem postas em prática, na vida de cada um e da sociedade, faremos parte apenas de um Natal distorcido e comercial.
A essência do Natal nos é dada gratuitamente na lembrança do nascimento do Jesus-Menino e esperança de vê-Lo nascer sempre em nossos corações. Essa é a certeza de que Deus que não se cansa de nos amar. Você pode comprar presentes ou preparar sua loja para vender mais nesse período, mas a essência do Natal não está à venda em nenhuma super-promoção das melhores lojas da sua cidade. Encontre-a em você!

Um Feliz Natal a todos!

ANA MARIA MAGNI COELHO
Publicado em O Diário Empresarial
23 de dezembro de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor