sábado, 25 de agosto de 2012

NINGUÉM É INSUBSTITUÍVEL

"A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado 
ou para o presente irão com certeza perder o futuro." 
--  John Kennedy -- 


Sempre que converso com líderes de empresas ou empreendedores em empresas familiares percebo a preocupação cada vez mais intensa em ter uma ou duas pessoas preparadas para posições chave. Quem ficará no meu lugar se um dia eu me aposentar? Quem tocará a empresa em uma mudança estrutural?
O tema sucessão tem sido cada vez mais discutido à medida que as empresas amadurecem e percebem que lidar com as pessoas requer dedicação e tempo. Um sucessor não é apenas alguém em quem você possa confiar ou um funcionário exemplar em suas atribuições técnicas. Um sucessor é alguém que preconiza os valores da empresa, compactua de sua estratégia e luta por sua visão.Vale lembrar que falar em sucessão não significa apenas preparar a empresa para a morte de seu dono, a demissão do diretor ou a dissolução de uma sociedade. Um sucessor é alguém que pode o substituí-lo em sua posição, ou seja, pode desempenhar as suas funções hoje ou daqui algum tempo. Existem sucessores, em preparação, prontos e sucessores emergenciais. Os emergenciais são aqueles que já têm o conhecimento de suas funções, ou seja, se você precisar se afastar emergencialmente ele (ou ela) assumiria sua área sem problemas, entendendo e com competências dentro do esperado.
Caso aconteça algo com o gestor, por exemplo, um afastamento súbito, a empresa não sofre tanto, pois tem mapeado uma pessoa que pode desempenhar a função de seu antecessor com primor. Daí a importância do sucessor emergencial. Mas nem sempre sucessores emergenciais serão sucessores capazes de assumir sua posição definitivamente.
Seja qual for a situação, é importante observar o comportamento de seu “candidato”. Quanto este colaborador está comprometido e engajado? Quanto ele conhece da área e de seu dia a dia? Quanto entende e segue os valores da empresa? Tem a energia e a credibilidade necessárias para fazer a empresa acontecer?
Uma boa dica é testá-lo por um período e verificar ele pode efetivamente experimentar a função, delegando, inspirando e fazendo uso de recursos que além de treinamento envolvem o conhecimento da função de gestão e liderança, o conhecimento técnico e o potencial (e vontade) para assumir a posição.
Lembre-se de que se você está onde está é porque outras pessoas também perceberam que você agrega valor ou porque você mesmo decidiu arriscar e iniciar o seu negócio. Não tenha medo! Se você deixar para pensar em sucessão apenas quando uma surpresa acontecer, pode ser tarde demais. Assim, reavalie até quando você quer estar aí e escolha alguém da sua confiança para iniciar uma jornada. Garanto que dificilmente acontecerão problemas e você ainda terá a chance de participar das decisões que ocorrerem por um período. Lembre-se: ninguém é insubstituível. Nem mesmo você!

Um comentário:

  1. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom, li algumas coisas folhe-ei algumas postagens, gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, e espero que continue se esforçando para sempre fazer o seu melhor, quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha. Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que haja muita felicidade e saude em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor