quinta-feira, 30 de setembro de 2010

MARKETING PESSOAL


Realizar um bom trabalho, distribuir gentilezas ou esforçar-se nos processos de comunicação institucional seriam um bom caminho para firmar a presença de sua empresa no mercado?
A cada dia mais, a imagem de um empresário está diretamente relacionada à forma como ele se comporta a frente dos processos de gestão do seu negócio. Somos analisados muito além de nossa experiência profissional. Somos vistos por aquilo que fazemos repetidamente.
Por isso, assim como as empresas adotam estratégias para potencializar suas vendas através de um bom mix de marketing, escolher as melhores formas de mostrar aquilo que você faz melhor, pode auxiliá-lo a construir uma marca própria que inspire confiança e credibilidade.
Quantas vezes você, ou alguém que você conheça, se dedicou com afinco a uma causa, mas não foi escolhido para uma promoção? Ou quantas vezes você desenvolveu um excelente trabalho e, no entanto, seu concorrente se saiu melhor?
Adotar um conjunto de ações e atitudes pessoais para ser reconhecido no mercado da forma como deseja é imprescindível se você pretende evoluir. Essa é a essência do marketing pessoal: usar você como seu melhor cartão de visitas.
Realizar uma apropriada gestão de carreira e possuir um plano de marketing pessoal é quase uma unanimidade profissional. No entanto, poucos são aqueles que realmente conseguem transformar esta convicção em uma atitude prática saudável. Afinal, auto-elogios ou autopromoção não bastam. Mais do que imagem, é preciso conteúdo!
Comece desenvolvendo suas próprias competências profissionais: conhecimentos, habilidades e atitudes que façam parte de seu comportamento e que possam ter um impacto positivo em sua atuação profissional. Qualidades como auto-motivação, liderança, bom humor e relacionamento interpessoal são atributos essenciais que precisam ser desenvolvidos e incorporados a sua carreira profissional.
Ser autoconfiante, possuir uma boa rede de contatos e saber se expor apropriadamente também pode auxiliar muito essa jornada, mas extroversão e comunicação apenas não bastam. Pessoas tímidas têm ganhado cada vez mais espaço usando essa característica como um ponto a favor na imagem de credibilidade que desejam criar.
Assim como em qualquer estratégia de marketing; criatividade, reciclagem e análise de mercado são fatores importantes para o marketing pessoal. Não adianta vender o que depois não poderá entregar.
Investigue o mercado em que você atua, analise as principais necessidades e oportunidades e use sua competência para atendê-las de forma a gerar satisfação aos clientes e lucratividade a empresa.
Não desperdice nenhuma oportunidade de fixar uma imagem positiva na mente das pessoas. Lembre-se que cada trabalho bem realizado é uma chance de fazer crescer sua marca profissional e que o tempo corre contra você. Quanto mais rápido você escolher o seu caminho, mais rápidos serão os resultados para sua carreira.
Que tal começar a pensar nisso? 
  • Esteja sempre pronto e capacitado para enfrentar mudanças;
  • Tenha consciência da importância de sua própria atitude para a concretização de objetivos;
  • Mantenha-se motivado;
  • Use uma forma gentil e atenciosa de tratar as pessoas, independente de cargo e nível hierárquico;
  • Lembre-se que as pessoas serão a sua propaganda sobre você; 
  • Seja absolutamente pontual; 
  • Preocupe-se com a objetividade e a honestidade para que você não seja traído com detalhes de menor importância; 
  • Escolha com cuidado sua roupa, adequando-a cuidadosamente à situação e ambiente; ela pode abrir ou fechar portas; 
  • Acessórios, maquiagem e afins também merecem atenção e escolha apropriada;
  • Preocupe-se com o seu linguajar, seu gestual e com o tom da sua voz; 
  • Evite gírias ou expressões chulas, controle suas mãos e braços, fale baixo e devagar; 
  • Controle suas emoções, mas não as anule. Elas são muito importantes para mostrar o seu envolvimento ou comprometimento; 
  • Cuidado com o uso do celular; 
  • Não fale demais nem de menos; e acima de tudo:
  • SEMPRE RESPEITE A SI MESMO E AOS OUTROS! 


 ANA MARIA MAGNI COELHO
Publicado em O Diário Empresarial
30 de setembro de 2010


2 comentários:

  1. Ana bom dia
    Muito bom o artigo!
    Apenas coloco o fato, pelo menos tenho sentido essa restrição, de que independentemente de seu marketing, o mercado impõem restrições (sexo, idade, por ex.) e somente com QI se obtem recolocação.
    Posso estar errando meu marketing pessoal, ou não atingindo o mercado de forma correta, você tem como me ajudar?
    Abs
    Caggiano

    ResponderExcluir
  2. Paulo,
    Os cuidados com o markting pessoal não garantem um recolocação, mas podem abrir portas importantes no mercado de trabalho.
    Nenhuma generalização pode ser encarada como verdade absoluta (a restrição do mercado ao sexo ou idade, por exemplo). Um bom caminho é entender se foi essa exatamente a causa de uma negativa em um processo de recolocação ou um comportamento inadequado, a descrição do perfil do cargo, etc.
    Não tenho nada contra "QI" e acho que não eles são válidos quando embasados em competência e não abuso de poder.
    Um abraço e sucesso
    Ana Maria

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor