quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

CARREIRA: ENTRE O SER E O TER


Ao longo de nossa vida pessoal e profissional acumulamos hábitos e atitudes que podem tornar nossa carreira um sucesso, ou simplesmente levá-la ao ostracismo. Uma condição que, invariavelmente, acaba nos levando a insatisfação, depressão, insegurança ou diversos outros sentimentos de frustração. Ninguém gosta de se sentir parado como poste esperando pelo próximo cachorro em apuros ou pior: andando para trás como siri.
A primeira semana de um novo ano pode ser muito importante para quem deseja buscar novas oportunidades profissionais. E se você é uma dessas pessoas e procura a tão sonhada projeção profissional, alguns passos são decisivos se incorporados no planejamento e autogerenciamento da sua carreira.
Considerando o atual cenário globalizado, onde muitos profissionais buscam a especialização e continuo aperfeiçoamento do “Ter”, você deixará de ser uma commodity (termo em inglês que, no mercado, refere-se à mercadorias produzidas em grandes quantidades e por diferentes produtores) se encontrar condições para desenvolver também as habilidades e competências do “Ser”. Só assim você estará pronto para assumir novos cargos ou investir numa carreira empreendedora.
Sim... É preciso TER qualificações, mas também SER competente.
Sei que isso pode parecer discurso piegas dos livros ou palestras de auto-ajuda, mas a verdade é que para a grande maioria das empresas, de nada irá adiantar você ter uma sólida experiência profissional, uma diferenciada formação acadêmica, fluência em idiomas, cursos de atualização e vivência internacional se não possuir também competências relacionadas a liderança, relacionamento interpessoal, comprometimento, assertividade, trabalho em equipe, marketing pessoal, conduta global, busca contínua do autodesenvolvimento, visão empreendedora, entre outras.
Por mais incrível que possa parecer, são as segundas que possibilitam uma maior competitividade para o perfil do executivo moderno. Possivelmente, você já tenha ouvido alguém dizer que as empresas contratam as pessoas por aquilo que elas apresentam no currículo, mas as demitem pela forma como elas se comportam. Simples assim.
Mas, tenha calma. Não significa que a faculdade que você está prestes a terminar ou que os 20 anos de experiência no mercado financeiro não façam a menor diferença. Para realizar o necessário planejamento da sua carreira é importante entender que o mercado cria o ambiente, mas é o profissional (neste caso: você!) quem a gerencia.
Cada organização oferece uma estrutura organizacional própria delimitada em função dos seus objetivos, do seu tamanho, dos seus produtos ou dos serviços que presta. O desenho de carreira para a empresa irá traduzir as sequências lógicas de cargos ou de posições que ela necessita aos seus próprios objetivos e que você poderá desempenhar. Definir o caminho, passos e tempo para cumprir essa sequência dependerá, exclusivamente, de você. Permanecer por muito tempo em uma mesma função ou organização, somente vale a pena se a sua carreira estiver em ascensão. Do contrário, é comodismo!
Para seguir em frente, suas habilidades, conhecimentos e valores devem ser os degraus de sua carreira. Com esses elementos claros em sua vida profissional, você pode determinar suas preferências por determinada ocupação, empresa ou oportunidade. Você é o responsável, lembra?!?
Para planejar seus caminhos em 2012, faça o exercício de equilibrar a importância de uma vida pessoal e profissional sincronizadas, não tenha medo de realizar avaliações periódicas sobre seu desenvolvimento/preparo, entenda que para crescer é preciso disposição a mudar, e escolha a organização e atividades certas para você trabalhar. Lembre-se: a frustração ou insatisfação acontece quando o sistema de valores da organização não está em equilíbrio com suas perspectivas de crescimento. 
Desejo um super 2012 para você e espero que, com estas atitudes, você amplie seu próprio nível de satisfação e esteja pronto para um futuro que sinaliza que a grande seleção natural no mercado de trabalho não se dará ao mais forte, como já dizia Darwin, mas sim àquele que adaptar seu conceito de sucesso na balança do Ser e do Ter.

5 comentários:

  1. Renato, fico feliz em saber que você tem visitado o Lounge Empreendedor.
    O espaço é nosso!
    Vc sabe que foi uma importante inspiração para que o blog acontecesse.
    Sucesso sempre...
    @AnaMariaCoelho

    ResponderExcluir
  2. Ana...gostei muito do seu texto, simples e informativo...e concordo plenamente com suas colocações...
    Tatiane Bertasso - Psicóloga

    ResponderExcluir
  3. Tatiane, obrigada!
    Duas vezes por semana, no mínimo, atualizo o Lounge com novos temas.
    Será ótimo tê-la por aqui.
    Um beijo e sucesso!
    @AnaMariaCoelho

    ResponderExcluir
  4. Ana, muito bem escrito seu texto "Entre o Ser e o Ter", adorei. Quero ler sobre outros temas.
    Grande abraço,
    Ivone Carvalho - Psicóloga

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor