quinta-feira, 15 de abril de 2010

PLANEJE À LAPIS


Começar um novo dia é sempre uma aventura. Talvez ontem não tenha sido exatamente como você pensou que seria e ter a chance de retomar projetos ainda não concluídos é uma ótima oportunidade de rever suas prioridades.
Para isso, abra os olhos para a realidade.
O avião vai atrasar. O pneu do carro vai furar. Um grande pedido será cancelado. A fila não anda. O trânsito está ruim. A chuva não pára de cair. O computador trava. O celular não tem sinal. A caixa de e-mail está lotada.
Por outro lado, o valor das ações subiu. Um antigo cliente retornou. O carro “esgotado” que você queria chegou e é exatamente da cor que você esperava. O chefe reconsiderou seu pedido e lhe deu um aumento. Ou seja: as coisas mudam!
E isso não é bom ou ruim, é apenas a realidade!
E para fatos da realidade que peguem você de surpresa não há ação possível senão parar e (re)planejar. Seu desempenho virá de sua própria capacidade de fazer uma nova idéia se concretizar e ser bem sucedida mesmo a partir do inesperado.
Você já deve ser ouvido que a única certeza do planejamento é que as coisas nunca acontecerão exatamente da forma como foram planejadas. E se você não se preparar para as surpresas, ficará refém daquilo que o ambiente poderá causar.
Estabelecer uma meta, mas só verificar sua conclusão no final do prazo estabelecido, pode não trazer o resultado que você espera. É importante contar com projeções de curto prazo e acompanhar seus indicadores constantemente. Inevitavelmente, você irá perceber que as coisas acontecem de maneira diferente daquilo que você previu. A maior falha de um bom planejamento é não estar preparado para as falhas que certamente acontecerão.
Por isso, se seus planos não estiverem acontecendo como você idealizou, não tenha medo em estabelecer novas direções. Analise as causas e busque dar aos problemas exatamente o valor que eles possuem. Problemas nos negócios costumam ser como slides de biologia. Se você colocar sob a lente de um microscópio, pequenos pontos ficam enormes, complexos e ameaçadores quando são, na verdade, simples “amebas” dispostas a alterar a forma e o caminho que você precisará percorrer. Somente ao enxergar os problemas sob sua real dimensão, é possível perceber novas possibilidades e preparar as possíveis revisões de seu planejamento levando em conta os resultados obtidos até o momento e as mudanças do ambiente.
Pense que você será muito mais astuto se conseguir corrigir os desvios ao longo do percurso, pois, mais importante que simplesmente chegar ao destino é ter a certeza de ter percorrido o melhor caminho.

ANA MARIA MAGNI COELHO
Publicado em O Diário Empresarial
16 de abril de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor