sábado, 9 de fevereiro de 2013

NÃO ME LEVE A MAL


Sei que hoje é Carnaval e que essa é uma das maiores festas populares brasileiras, mas não pretendo falar sobre as comemorações, sobre os negócios que os empreendedores podem aproveitar durante os quatro dias ou sobre a prevenção que todos devemos tomar para aproveitar a festa sem prejudicar a saúde.
Quero falar da força que o brasileiro tem para a mobilização por festas populares e da fraqueza que tem de lutar por causas sociais. A internet durante toda essa semana tentou se mobilizar para 1.360.000 assinaturas (1% do eleitorado nacional), levar uma petição a ser encaminhada ao Congresso e exigir que os Senadores escutem a voz do povo que os elegeu, exigindo o impeachment do Presidente do Senado, Renan Calheiros. Ele acaba de ser eleito presidente com 56 votos secretos. Uma tremenda vergonha, pois não podemos saber nem ao menos qual é a opinião do representante do nosso Estado.
Segundo nossa Constituição “A iniciativa popular pode ser exercida pela apresentação à Câmara dos Deputados de projeto de lei subscrito por, no mínimo, um por cento do eleitorado nacional, distribuído pelo menos por cinco Estados, com não menos de três décimos por cento dos eleitores de cada um deles”. Por isso, a organização desta petição é tão importante. Entretanto, o mesmo povo que se mobiliza para uma festa nacional tão gigantesca como o Carnaval ou que manda mais de 30 milhões de votos ao Big Brother Brasil, ainda não se mobiliza ao ativismo social.
Infelizmente uma ferramenta popular tão importante como petições foi criada apenas para propor leis e com requisitos tão complexos que quase ninguém consegue fazer uso dela. Mas se 1.360.000 se juntarem poderemos causar um ¨rebuliço¨ na mídia, desafiar as restrições desta Iniciativa popular e exigir a revogação do presidente do Senado, Renan Calheiros. Vamos usar o poder do povo agora para exigir um Senado mais limpo.
A força das redes sociais vêm demonstrando um ambiente para pensar e difundir essa consciência. Dependendo da eficiência do projeto de internet podemos ver nascer uma semente de uma nova forma de governar e interagir baseada na liderança natural via plataformas on-line, o que causa uma revolução em todo o formato atual partidário fazendo com que os níveis de interação sobre assuntos relevantes a políticas públicas sejam o que credenciam as lideranças partidárias.
Talvez deste momento de caos e distanciamento dos cidadãos com os políticos, poderemos experimentar novas formas de interatividade para propor novos caminhos e conhecer novas lideranças. Você até pode aproveitar o Carnaval, mas chega de se deixar fazer de palhaço. Se quiser assinar a petição, o endereço é http://www.avaaz.org/po/petition/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Ficarei feliz em conhecer sua opinião...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Preferidos do Lounge Empreendedor